O Relógio mecânico



      As grandes catedrais medievais ostentavam relógios de elaboração e complexidade surpreendentes. Em algumas giravam planetas, anjos a tocar trombetas, apóstolos pensativos, galos a cantar, reis e profetas em marcha e contramarcha no marcar das horas. 

      A miniatura tem o nome "Horologium Sapientiae", criada cerca do ano 1450, por Henrich Seuse.

José Afonso - Cantares do Andarilho



Já fiz recados às bruxas
Do Caselho à Portelada
Dei-lhes a minha inocência
Elas não me deram nada.

Andei à giesta
Ao lírio maninho
Na Bouça da Fresta
No Casal Velido

Erva-cidreira
À erva veludo
Na Lomba Regueira
No Pinhal do Mudo.

Andei ao licranço
Andei ao lacrau
No Monte do Manso
Na Espera do Mau

Vibra à carocha
Ao corujão cego
Na mata da Tocha
No rio Lágedo.

Fui andarilho das bruxas
Moço de S. Cipriano
Já fui morto e inda vivo
Vendi a alma ao Dialho.

Era donzel e guardei-me
P'rás filhas da feiticeira
Parti-me em meio à loira
Noutra metade à morena.

      Os versos são de António Quadros (João Pedro Grabato Dias), a melodia de José Afonso, a guitarra de Rui Pato, gravado nos Estúdios Polysom, Lisboa, em 1968. O tema é o da caça-às-bruxas, aos opositores políticos de uma certa época.  

A. M. Pires Cabral


E todavia,
as risadas do melro na gaiola
fazem-me rasgões por dentro
como se em vez de riso fossem pranto.

Porque eu sou como ele:
alguém me reduziu o tamanho do quintal
até o quintal ficar isto que se vê
- e eu a defendê-lo a golpes de riso.

Como o melro, tal e qual.

Manuel de Freitas


De repente, pai, entre
o silêncio de duas ondas
ouvimos a única pergunta:

quantas vezes
ainda nadaremos juntos?

Alejandra Pizarnik


Tu escolhes o lugar da ferida
onde falamos o nosso silêncio.
Tu fazes da minha vida
esta cerimónia demasiado pura.

Tu crias o silêncio das violetas que adejam
na minha tragédia de vento no coração.
Tu fizeste da minha vida uma história de embalar
onde naufrágios e mortes
são pretextos de cerimónias adoráveis.

Claire Douglass



Saudade de Florença.

The Lost Words - Selkie-Boy




  Tales of the seal people are a big part of Hebridean folklore, especially in North Uist, Julie Fowlis's home island. Her fascination with these stories, of Norse royalty, enchantment, separation and isolation, led Robert to gift her with a new spell, Grey Seal. 'I began the selkie song thinking it was a drowning song,' he says, 'but by the time I'd added the final verses realised it needed to be, like the selkies themselves, neither quite one thing or the other, neither drowning nor dreaming, seal or human, land or sea, elegy or eulogy, and how it was taken would depend on how it swam into the mind of the listener.

Thig crioch air an t-saoghal ach mairidh ceol agus gaol. (Scottish Gaelic)

The world will come to an end, but music and love will endure.

Luís Falcão - No dia em que a essência sagrada


No dia em que a essência sagrada
das coisas se quebra
olhas a chuva nas flores das magnólias
e a morte
principia sobre ti o seu trabalho.

nota de envio


a minha alegria
partiu
para habitar contigo

não tem data prevista de regresso

  in, xilre

Joan Baez



      "A esperança pode ser algo perigoso se não te distanciares. Pode chegar a ser danoso se continuares a viver prisioneiro de falsas esperanças."

Carlos Poças Falcão


Há um lugar confuso: desvia-te três passos
e a serenidade respira calmamente.

Não é fácil entender só com o entendimento:
a decisão dos pássaros que voam para poente
a decisão dos pássaros que voam para nascente.

Sais de ti: o que é que entra?

Já não é costume obedecer às ordens
imortais. Mas se nada escutas
por que estás atento? E se nada encontras
como hás-de procurar?

Albano Martins - Pequenas coisas


Falar do trigo e não dizer
o joio. Percorrer
em voo raso os campos
sem pousar
os pés no chão. Abrir
um fruto e sentir
no ar o cheiro
a alfazema. Pequenas coisas,
dirás, que nada
significam perante
esta outra, maior: dizer
o indizível. Ou esta:
entrar sem bússola
na floresta e não perder
o rumo. Ou essa outra, maior
que todas e cujo
nome por precaução
omites. Que é preciso,
às vezes,
não acordar o silêncio.

Eugénio de Andrade - Sobre a casa


Não há senão a casa viva do olhar
à beira do crepúsculo
não há senão
a vereda quase triste das palavras.

Cappella Brancacci




      Ao perguntar onde se situava a Capela Brancacci, descobri que pertencia à Igreja de Santa Maria del Carmine. Enquanto ia de autocarro, reli um resumo de factos sobre a capela, onde se dizia que era chamada "a Capela Sistina do começo da Renascença". Logo na entrada, estava o busto de Pietro Brancacci que a mandou construir, em 1386. Um folheto em inglês, informava que Masolino da Panicale foi o pintor contratado e que troxe consigo o seu assistente, Masaccio. Este último, viria a tornar-se um pioneiro nas mudanças da pintura quatrocentista. O fresco A Expulsão do Paraíso ostenta as primeiras figuras integralmente desnudas surgidas em Itália por muito tempo, onde os pormenores superficiais dão protagonismo absoluto à figura humana. Demorei os olhos nessa tela onde Adão cobre apenas a cara demonstrando vergonha interior, enquanto Eva cobre os genitais em vergonha exterior. Muito belo.    







A Vénus de Urbino de Tiziano Vecelli



      Estar ali. Outra tela renascentista de natureza mitológica, a Vénus de Urbino. Nesta pintura, Tiziano retrata uma jovem nua, identificada como a deusa Vénus, reclinada num sofá, num sumptuoso palácio renascentista. A jovem olha directamente para nós, sem se preocupar com a sua nudez. Na mão direita segura um ramalhete de rosas, símbolo de amor e aos pés está um cão, símbolo de fidelidade.
      O que faz a pintura de Tiziano única e excepcionalmente erótica, é a expressão ilegível nos olhos levemente esfumaçados da deusa. As empregadas domésticas ao fundo vasculham um baú, aparentemente em busca das roupas de Vénus. Se a estátua do David mostra o homem todo, aqui temos a mulher toda.

A Primavera de Sandro Botticelli

















      Ali estava, à minha frente, a deusa Vénus no meio do jardim paradisíaco com flores e laranjeiras. O mistério de ser fim de tarde, quase noite, ou mesmo breu-tinta da china. Cupido, cego, está pronto a disparar a flecha, enquanto à esquerda, as três graças (Aglaia, Talia e Eufrónsina) dançam. Mercúrio usa a varinha para espantar as nuvens e Zéfiro, colorido de cinza, sequestra a ninfa Clóris. Flora espalha rosas. Outra vez a Metamorfose de Ovídio. A beleza da mitologia clássica em tela que escapou às fogueiras de Savonarola. Eterno.

Fra Filippo Lippi



É apenas um detalhe. Nota-se a falta da aproximação da pomba. 


      Órfão em tenra idade, Fra Filippo Lippi foi criado por uma tia e, posteriormente, entrou para a vida religiosa com os frades carmelitas de Florença. Porém, não possuía vocação para ser frade. Tanto que chegou a ter filhos e um deles tornou-se mesmo pintor famoso.
      Para mim, estar junto desta tela, era voltar à infância, já que no meu livrinho de orações dos sete, oito anos, estava esta imagem oferecida pelo padre de Serpa, onde vivi. Ele acreditava que um dia eu seria um religioso como ele. 
      Ao descobrir o brilho dos pedacinhos de ouro, que se destacavam na luz descendente da pomba do Espírito Santo, senti que raras vezes na vida tinha encontrado algo tão belo.

Santa Maria del Fiore





      O complexo da Catedral de Florença está localizado na Praça do Duomo e inclui a enorme cúpula de Brunelleschi e o altíssimo Campanário de Giotto que, com o antigo Batistério, formam a silhueta da cidade. Lugares de uma grandiosidade que afirmam o homem renascentista como arquitecto e construtor. É impossível fotografar o todo.
      A cúpula é em forma de concha e apresenta pinturas do Juízo final, realizadas por Giorgio Vasari e Federico Zuccari. É pena a abóbada ser tão alta, o que dificulta a visão das pinturas. O edifício esmaga o visitante. 

Sandro Botticelli




      O original estava ali, diante de mim. A deusa clássica Vénus emergia das águas numa concha, empurrada para a margem por Zéfiro, recebendo de uma Hora (as Horas eram as deusas das estações), um manto bordado de flores. Qualquer que tenha sido a inspiração do artista, diz-se haver a influência das Metamorfoses de Ovídio. 
      Na época, o efeito causado pelo quadro foi de paganismo, já que foi pintado em época em que a maioria da produção artística se atinha a temas católicos. Por isso, chega a ser surpreendente que o quadro tenha escapado das fogueiras de Savonarola, que consumiram outras tantas obras de Botticelli que teriam "influências pagãs". Eterno.

A Ponte Vecchio






      A Ponte Vecchio é uma ponte em arco medieval sobre o Rio Arno, em Florença, famosa por ter uma quantidade de lojas (principalmente ourivesarias e joalharias) ao longo de todo o tabuleiro. Hitler e Mussolini avisaram os generais para que não fosse destruída. Foi um momento especial estar ali.

A Anunciação de Da Vinci



      A Anunciação, considerada a primeira obra-prima de  Da Vinci, ali estava, com os elementos da paisagem do vilarejo Vinci, cidade natal de Leonardo. Lá estavam o orvalho a fecundar a terra, as influências de Verrochio e um dos rostos mais belos da Virgem em toda a pintura.  

O David



      É de tamanho muito maior do que mostra qualquer fotografia ou réplica. A mão direita é enorme, capaz de fazer, de criar. Os músculos celebram a força, a energia. É a celebração do homem nos seus receios e nas suas esperanças face aos Golias da vida. Junto à estátua pensei “Como não sou pastor e não sei lançar pedras com a funda, resta-me ter fé.”

Na Basilica di Santa Croce





      A Basilica di Santa Croce é a principal igreja franciscana em Florença, na Itália, e uma das principais basílicas da Igreja Católica no mundo. Está situada na Piazza di Santa Croce, a leste da basílica de Santa Maria del Fiore. É o lugar onde estão sepultados alguns dos mais ilustres italianos, tais como Miguel Ângelo, Galileo Galilei, Maquiavel, Dante, Rossini, e assim é apelidada de Panteão das glórias italianas.
      Ao fazer silêncio junto ao túmulo de Miguel Ângelo rezei por aqueles que contribuíram para a produção de beleza humana, pelos que vieram e pelos que virão, não para rivalizar com o Criador mas para colaborar com Ele. Rezei pela família Medici de Florença, e pelos vários papas romanos que o ajudaram.

Na Galeria Uffizi





      Este foi um dos seis momentos em que me apeteceu chorar em Florença. Não era uma cópia de um qualquer livro de arte, era o original de Raffaello Sanzio, a tela “Madonna del Cardellino” (em português Madona do Pintassilgo), pintada como presente de casamento para o amigo do pintor Lorenzo Nasia, comerciante de lãs em Florença, que se casou com Sandra di Matteo Canigiani, em 1506.
      Aproximei-me, a um palmo da tela, para deixar cair os meus olhos na mancha vermelha sobre a cabeça do pássaro que segundo o texto medieval Meditationes Vitae Christi, alguém atestou que um pintassilgo andava por cima da cruz na hora da crucificação, tentou arrancar um espinho da coroa de Cristo e um salpico de sangue caiu-lhe junto ao bico. As pinceladas vermelhas lá estavam.
      Este ponto de ruptura, em contraste com a serenidade do resto da tela é admirável.

O erro de Pessoa

      Quando Pessoa se perguntava quantas máscaras usamos, errava. Não são máscaras o rosto debaixo do rosto, mas um outro eu, feito de matérias diferentes. Mudamos esse eu com a rapidez com que trocaríamos uma máscara, somos mestres na reconfiguração, escultores da matéria viva, das ideias, das palavras. Exteriormente, sem ti, aparento ser eu mesmo, ninguém me denuncia como impostor. Mas sob a minha pele, sou todo outro. Só eu sei que, sem ti, não sou eu. Tu fazes de mim o meu maior segredo.

      in, xilre

O professor e o louco

James Murray: Quem é ela?
Dr. William Chester Minor: O impossível.
James Murray: Quanto mais impossível, maior o amor.

in, xilre

Klimt e a sua musa Emilie Louise Flöge


José Gomes Ferreira


As crianças
atiravam o Sol umas às outras
a brincarem no pátio
entre gritos alegres de poeira.

Não percebo porque os deuses
em vez de viverem com os homens
nos esperam na sombra
com caveiras de incenso
e invenção de pequenos enredos na morte
para entreter o silêncio.

Rita Payés & Elisabeth Roma - A Rita




Smells like heartwarming a moment. A cover of Chico Buarque.

Cecília Meireles


No mistério do sem-fim
equilibra-se um planeta.

E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro;
no canteiro uma violeta,
e, sobre ela, o dia inteiro,

entre o planeta e o sem-fim,
a asa de uma borboleta.

Arquivo do blogue