O Admirável mundo novo.



      Em 1998, a Kodak tinha 170.000 funcionários e e a sua quota de mercado do papel fotográfico andava pelos 85%. Em poucos anos, o seu modelo de negócios  desapareceu e a casa abriu falência.
      O que aconteceu com a Kodak irá acontecer com outras empresas nos próximos 10 anos. E a maioria das pessoas não se apercebe  disso. Será que alguém poderia imaginar, em 1998, que 3 anos mais tarde, se abandonaria o registo de fotos em papel? E no entanto, as câmaras digitais foram inventadas em 1975. As primeiras só tinham 10.000 pixeis, mas as actuais têm 14 milhões, no mínimo.
      E à semelhança do que acontece com todas as tecnologias exponenciais, elas foram decepcionantes no início mas tornaram-se imensamente superiores e dominantes em poucos anos.
      Hoje a maior parte das pessoas abdicou da máquina fotográfica e de filmar para usar o seu smartphone. O mesmo acontecerá com a inteligência artificial, saúde, veículos autónomos e eléctricos, com a educação, com a impressão em 3D,  a agricultura e os empregos.
      Bem-vindos então à quarta Revolução Industrial. Aqui o que importa não será mais a propriedade dos meios de produção, mas o uso das ferramentas de software postas a nossa disposição. A Inteligência Artificial irá comandar a nossa vida. Neste ano, um computador derrotou o melhor jogador de GO do mundo, 10 anos antes do previsto.  Nos Estados Unidos, os advogados jovens têm dificuldade de arranjar emprego porque com o WATSON, da IBM, cada um pode conseguir aconselhamento legal (por enquanto em assuntos mais ou menos básicos) dentro de segundos, com 90% de exactidão.
      Aliás o WATSON já está a ajudar a diagnosticar o cancro, quatro vezes mais exactamente do que pelos meios tradicionais.
      Os veículos autónomos, em 2020, alterarão de forma marcante a indústria automobilística. Ninguém desejará mais possuir um automóvel e os nossos filhos jamais necessitarão de uma carta de condução ou serão donos de um carro. 
      Isso mudará as cidades, pois necessitaremos 90-95% menos carros para isso.  Poderemos transformar áreas de estacionamento em parques.  Cerca de 1.200.000 pessoas morrem a cada ano em acidentes automobilísticos em todo o mundo. Temos agora um acidente a cada 100.000 km, mas com veículos auto-dirigidos a taxa cairá para um acidente a cada 10.000.000 de km, o que salvará mais de 1.000.000 de vidas a cada ano. E as Companhias seguradoras terão problemas enormes porque, sem acidentes, o seguro se tornará 100 vezes mais barato. O modelo do negócio dos seguros de automóveis irá  desaparecendo.
      Os negócios imobiliários mudarão. Pelo simples facto de se poder trabalhar enquanto se viaja, as pessoas irão viver para mais longe  e escolherão vizinhanças mais agradáveis.
      As cidades serão menos ruidosas porque todos os carros rodarão electricamente. A electricidade tornar-se-á incrivelmente barata e limpa e a energia solar terá grande impacto com o seu preço a cair de forma significativa.
Com electricidade barata teremos água abundante e a baixo preço. Finalmente na saúde o preço do Tricorder X será anunciado este ano. Teremos companhias que irão construir este aparelho médico que trabalha com o nosso telefone, fazendo o escaneamento da retina, testando a amostra de sangue e analisando a respiração (bafômetro). Ele analisará 54 bio-marcadores que identificarão praticamente qualquer doença. Vai ser barato e em poucos anos cada pessoa deste terá acesso a medicina de padrão mundial praticamente de graça.
      A impressão 3D permitirá no final deste ano, que os novos smartphones tenham capacidade de scanear o seu pé e imprimir sapatos perfeitos em sua casa. Na China, já imprimiram em 3D todo um edifício completo de escritórios de 6 andares.
E no trabalho 70-80% dos empregos desaparecerão nos próximos 20 anos. Haverá novos empregos, mas não é claro que haja haverá suficientes empregos novos em tempo tão exíguo.
      A agricultura terá, no futuro, um robô agricultor que permitirá ao 3º mundo tornar-se gerente das suas terras ao invés de trabalhar nelas todos os dias. A AEROPONIA necessitará de bem menos água. A primeira vitela produzida “in vitro” já está disponível e vai se tornar mais barata do que a vitela natural ao redor de 2018. Actualmente, cerca de 30% de todos as superfícies agricultáveis são ocupados por vacas. Imagine - se tais espaços a deixarem de ser usados desta forma. Há já muitas iniciativas de trazer proteína de insectos para o mercado. Eles fornecem mais proteína que a carne. Deverá ser rotulada de FONTE ALTERNATIVA DE PROTEÍNA. (porque muitas pessoas ainda rejeitam ideias de comer insectos).
Finalmente o BITCOIN (dinheiro virtual) pode tornar-se dominante e constituir mesmo uma moeda-reserva padrão.
      Actualmente, a expectativa de vida aumenta uns 3 meses por ano.  Há quatro anos, a expectativa de vida era de 79 anos e agora é de 80 anos. Ao redor de 2036, haverá um aumento de mais de um ano por ano. Assim, talvez possamos todos viver vidas longas, possivelmente bem mais do que 100 anos.
      Na educação os smartphones, mais baratos, permitirão em 2020, que 70% de todos os humanos tenham o mesmo acesso a educação de classe mundial.  Cada criança poderá usar a academia KHAN para tudo o que uma criança aprende na escola nos países de Primeiro Mundo.

      Udo Gollub em Messe Berlin, Conferência na Universidade da Singularidade. A foto é de Brandon Kidwell.

Sem comentários:

Arquivo do blogue