Abu - L - Qasim al - Shabbi - A estranha narrativa


Nós: rimo-nos do passado.
Amanhã o futuro rir-se-á
de nós.
Assim é o mundo, uma história urdida
por algum grande feiticeiro.
Os vivos desempenham o seu maravilhoso papel
como se já estivessem mortos.
O palco é triste
com a sua cortina de nevoeiro.
E por detrás do pano
os espectadores do futuro observam-nos, rindo.
Não se dão conta de que o argumento
vai tombando sobre as suas próprias mãos.

      Versão a partir da tradução inglesa de Lena Jayyuri e Naomi Shihab Nye reproduzida em The flag of childhood - poems from the middle east.

Sem comentários:

Arquivo do blogue